Notícias

Atlético faz ‘jogo duro’ e quer 4 milhões de euros para liberar o meia Cazares

Por Redação, 22/01/2020 às 20:02
atualizado em: 23/01/2020 às 16:43

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

O Atlético não pretende vender o meia Cazares por qualquer valor. Mesmo com o equatoriano tendo contrato somente até o fim deste ano, quando deixará o clube de graça, a diretoria alvinegra deu mostras de que irá recusar os 2,8 milhões de dólares (R$ 11,7 milhões) oferecidos pelo Al-Ain, da Arábia Saudita.

De acordo com o repórter Emerson Pancieri, da Itatiaia, o Atlético quer 4 milhões de euros (R$ 18,5 milhões) para negociar Cazares em definitivo. Caso não chegue uma proposta neste valor, o jogador terá que cumprir o contrato e ficará à disposição do técnico Rafael Dudamel para o restante da temporada.

Em entrevista coletiva após a vitória sobre o Uberlândia, nessa terça-feira, Dudamel afirmou que conversou com o equatoriano e disse que ele pediu para ser vendido, pois não tinha cabeça para ficar no Atlético.

“Cazares tem uma oferta do futebol internacional. Conversamos, e ele me manifestou, com muita sinceridade, que não tem a cabeça agora no Atlético. Tem o desejo de sair. Vê nessa possibilidade a oportunidade de dar um futuro melhor à sua família. Isso é respeitável”, declarou o treinador.

Contudo, a vontade do jogador parece que não será atendida. Logo após a oferta do Al-Ain se tornar pública, fontes que participaram da negociação revelaram ao repórter Emerson Pancieri, da Itatiaia, que o Atlético achou o valor baixo porque o clube detém 70% dos direitos econômicos. Além disso, há ainda o pagamento da comissão, o que diminuiria ainda mais o montante a ser recebido pelo Galo na transação.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ainda segundo a autarquia, também não há nenhum pedido formal que trate da autorização de pesquisa clínica no Brasil para a vacina em questão. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ministro manteve entendimento indicado em liminar no mês de agosto e se manifestou pela rejeição da ação em julgamento iniciado nesta sexta-feira. #Itatiaia

    Acessar Link