Notícias

Candidato à PBH, Engler diz que vai à Justiça para garantir chapa com Coronel Cláudia

O candidato possui dois candidatos a vice registrados na Justiça Eleitoral

Por Gabriel Rezende, 28/09/2020 às 17:41
atualizado em: 28/09/2020 às 18:16

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Gabriel Rezende/ Itatiaia
Gabriel Rezende/ Itatiaia

Candidato à Prefeitura de Belo Horizonte pelo PRTB e deputado estadual, Bruno Engler afirmou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, que mantém a chapa com a coronel Cláudia como vice. Para manter a chapa, ele diz que pode até acionar a Justiça. A posição do parlamentar ocorre em meio ao descontentamento interno com a própria legenda na escolha do vice. 

O impasse faz com que Engler tenha duas chapas registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Uma com a coronel Cláudia como vice, que é o desejo do candidato, e outra com o presidente municipal do partido, Mauro Quintão, como vice, o que contraria a vontade de Engler, que já havia exposto a insatisfação em vídeo divulgado nas próprias redes sociais. 

Engler voltou a afirmar que foi acordado com o presidente nacional da legenda, Levy Fidelix, de que ele teria “autonomia” para definir a composição partidária e o vice de sua campanha. 

“Eu não sei se de fato o Fidelix está de acordo com o Mauro Quintão, mas estamos tentando essa resolução, porque se a nacional se propuser a resolver o problema, a gente não precisa nem da via judicial. A gente consegue caminhar com nossa candidatura de maneira muito mais tranquila. Mas caso a gente não consiga resolver internamente, o registro da minha chapa já está feito no TER: Bruno Engler prefeito, coronel Cláudia vice. Nós temos uma equipe jurídica forte, montada ao nosso redor, e nós vamos para a campanha à PBH”, disse.

Engler alega que tentou diálogo com Mauro Quintão para que fosse encontrado um denominador em comum. “Ele foi irredutível, disse que o nome era ele. Não foi isso que eu combinei com o presidente Fidelix. Ele quis registrar a chapa na marra. Eu fui e registrei a chapa que eu escolhi”, completa.

Composição partidária

Engler também afirma que foi “sabotado” com relação a uma composição partidária que seria feita com o PSC, o que garantiria a ele tempo de televisão e presença garantida em debates. 

“Pessoal do PRTB ligou no PSC e disse que não queria coligar. Sabotou essa coligação. Apresentaram diversos motivos, colocaram na conta do presidente nacional. Eu engoli. Falei est okay”, relatou. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link