Notícias

Zema afirma que ajuda do governo federal é importante, mas falta planejamento e agilidade

Por Bryan Gonçalves, 05/06/2020 às 14:28
atualizado em: 21/06/2020 às 16:22

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG
Gil Leonardi/Imprensa MG

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), disse, nesta sexta-feira, em live promovida pelo Conexão Empresarial, com a presença de representantes de setores produtivos, como a Agricultura e o Transporte Metropolitano, que falta planejamento e agilidade do governo federal para socorrer os estados durante a crise provocada pela pandemia. “As medidas estão surtindo, estão ajudando, mas poderia estar sendo melhor”, disse.

Segundo o governador, a pandemia trouxe alguns avanços ao acelerar processos que antes enfrentavam resistências. Uma das mudanças, de acordo ele, está relacionada à produção rural. “Antes o produtor rural precisava pagar uma guia e ir na secretaria da Fazenda para poder emitir uma nota fiscal e transportar a produção dele. Hoje, ele pode gerar essa nota fiscal pela internet e recolher esse valor somente após a transação”.

Além disso, segundo Zema, outra mudança está no processo de auditivas de detentos, que antes precisavam de escolta para serem transportados até o tribunal ou a delegacia e agora fazem o depoimento de dentro do presídio.

Respondendo à pergunta do presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram), Rubens Lessa, Zema falou sobre os impactos da pandemia no setor e disse que aguarda ajuda do governo federal porque o estado não tem dinheiro. “O que eu posso fazer é contribuir em termos de trabalho, de pressão, porque recurso mesmo, eu lamento. Não estou nem conseguindo pagar a folha de pagamento aqui”, finalizou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link